Júlio Herbert era ministro adjunto para a Integração Regional, , foi encontrado morto ao final da tarde de hoje, no seu gabinete, no Palácio do Governo, na Praia, confirmou à Lusa fonte governamental.

Elementos da Polícia Nacional cabo-verdiana foram chamados ao local, procedimento habitual neste tipo de ocorrência.

Não são conhecidos até ao momento indícios de crime neste caso.

“É com sentimento de pesar e consternação que o Governo informa a todos os cabo-verdianos que faleceu ao final da tarde hoje, na cidade da Praia, o ministro adjunto do primeiro-ministro para a Integração Regional, Dr. Júlio Herbert”, lê-se num comunicado enviado ao início da noite à Lusa pelo gabinete do primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, que elenca ainda os vários cargos que exerceu.

Júlio Herbert, um dos 13 ministros do atual executivo cabo-verdiano, era formado em Diplomacia pelo Instituto Rio Branco, de Brasília, e em Direito, pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.

Entre outros cargos, o até agora ministro adjunto do primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, foi cônsul-geral adjunto de Cabo Verde em Boston, Estados Unidos, assessor político-diplomático da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, conselheiro do Presidente da República e conselheiro político e diplomático do primeiro-ministro.

Diplomata de carreira, Júlio Herbert nasceu em 16 de novembro de 1954 em Bissau, capital da Guiné-Bissau.

Publicidade