“Para Moçambique, os esforços de reconstrução no seguimento dos ciclones, juntamente com o desenvolvimento de megaprojetos na área do gás natural liquefeito, sustentam a nossa expetativa de um crescimento de 4,5% em 2020 e 4% em 2020”, disse à Lusa Bryan Plamondon.

Para o analista, esta recuperação de um crescimento de 1,5% em 2019 para 4,5% este ano está em contraciclo com o crescimento das economias vizinhas da África Austral.

“A tendência para a região é de estagnação ou redução, apesar de haver bolsas de crescimento na Etiópia, Gana, Costa do Marfim, Ruanda e Senegal”, concluiu o analista.

Publicidade