A organização moçambicana Fórum de Monitoria do Orçamento (FMO) classificou hoje como “lamentável e grave” o pagamento que o Governo fez esta semana a credores das dívidas ocultas e exigiu explicações ao executivo e à Procuradoria-Geral da República (PGR).

“Achamos lamentável que o Governo tenha decidido avançar para o pagamento, porque o Conselho Constitucional (CC) declarou a dívida ilegal”, disse Fátima Mimbire, coordenadora do FMO, à Lusa.

O Governo de Moçambique informou na quarta-feira os credores dos títulos de dívida soberana que já tinha “todas as condições e autorizações necessárias” para avançar e pagar a reestruturação dos 726,5 milhões de dólares da emissão de 2016 de títulos da dívida com origem na empresa pública Ematum.

Publicidade