Em comunicado hoje divulgado, o porta-voz do secretário-geral das Nações Unidas afirma que António Guterres tem acompanhado de perto os desenvolvimentos relacionados com as eleições gerais de 15 de outubro em Moçambique.

“Moçambique tem feito um longo caminho nos esforços para consolidar a paz com a assinatura dos recentes acordos de paz. Estas eleições são um passo importante no processo democrático do país”, lê-se na nota.

De acordo com o porta-voz, o secretário-geral apela a todos os moçambicanos, incluindo os lideres políticos e os seus apoiantes, para que continuem a “trabalhar juntos no sentido de aumentar a paz e a estabilidade durante esta importante fase na história do país”.

No passado dia 15 de outubro, os eleitores moçambicanos foram chamados a escolher o Presidente da República, 250 deputados do parlamento e, pela primeira vez, dez governadores provinciais e respetivas assembleias.

Segundo os mais recentes resultados eleitorais, divulgados na sexta-feira à tarde, a província de Inhambane, no sul de Moçambique, foi a primeira a concluir o apuramento dos resultados das eleições e a Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo) venceu as três votações.

Publicidade