A Polícia da República de Moçambique (PRM) registou 26 ilícitos eleitorais, a maioria por danificação de material eleitoral, desde 31 de agosto, início da campanha para as eleições gerais de 15 de outubro, anunciou hoje a corporação.

“Até este momento, registamos 26 ilícitos eleitorais, desse número, 22 casos estão relacionados com danificação de material eleitoral”, afirmou o comandante-geral da Polícia da República de Moçambique, Bernardino Rafael.

Bernardino Rafael fez o ponto de situação da campanha eleitoral, quando falava perante mais de 400 novos polícias graduados hoje e que vão reforçar as equipas da corporação destacadas para garantir a ordem durante o processo eleitoral.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here