Manuel de Araújo, eleito presidente do município pelo Movimento Democrático de Moçambique (MDM), na oposição, falava à Lusa após receber, em Lisboa, o prémio de personalidade do ano da organização Movimento Internacional Lusófono (MIL), que o distinguiu pelo trabalho em prol do desenvolvimento de Moçambique e da lusofonia.

“Moçambique neste momento está no mar alto. O [antigo] Presidente da Tanzânia, Julius Nyerere, disse, em 1977 [pouco depois do início da guerra civil], que Moçambique estava no mar alto. Hoje, nós é que estamos no mar alto: há incerteza, há medo, está-se a criar um clima de medo. Os intelectuais, os académicos já não podem falar. Quem abre a boca leva um tiro ou é raptado”, afirmou o autarca.

Publicidade