Moçambique manchado com casamentos prematuros

0

Moçambique está entre os dez países com mais casos de casamentos prematuros. 48% das raparigas casam-se antes de fazerem 18 anos. Cerca de seis milhões de raparigas menores de idade estão afectadas por casamentos prematuros.O Governo arrancou com estratégia nacional para inverter situação.

Dados do Inquérito Demográfico e de Saúde indicam entre as mulheres atualmente entre os 20 e 24 anos, 48% casaram-se antes dos 18 anos e 14% antes dos quinze.

“Os casamentos prematuros são uma violação dos direitos das crianças e têm consequências graves para o desenvolvimento da sociedade como um todo”, declarou a ministra, acrescentando que o Governo moçambicano tem envidado esforços para combater este problema.

Como forma de combater os casamentos prematuros, prosseguiu Cidália Chauque, o Governo quer adotar uma legislação que proteja mais a rapariga, além da ratificação das convenções regionais e internacionais sobre os direitos das crianças e das mulheres.

Estas medidas serão adotadas em consonância com as estratégias de sensibilização, como forma de aumentar a consciência das famílias, líderes religiosos e tradicionais no seio das comunidades.

Publicidade