A presença da MoneyConf, uma das maiores conferências mundiais de tecnologia financeira, em Dublin foi “sol de pouca dura”. Menos de dois anos depois de o presidente executivo da Web Summit, Paddy Cosgrave, ter anunciado que o evento iria fazer as malas para a Irlanda, o empreendedor irlandês voltou a mudar o local que irá receber banqueiros e empresários da tecnologia.

A organização não perdeu tempo e já atualizou a localização do evento no website e redes sociais oficiais. “A MoneyConf é onde os principais bancos, empresas de tecnologia e startups de tecnologia financeira do mundo se encontram. O MoneyConf 2019 está a mudar-se de Dublin para Lisboa e está a expandir-se de dois dias para três dias, juntamente com a Web Summit”, pode ler-se no site da Web Summit.

Na altura em que a MoneyConf se preparava para voar da vizinha Espanha para Dublin, Paddy Cosgrave elogiou a cidade e mostrou estar confiante de que iria ser o novo polo tecnológico financeiro: “O Brexit está a transformar Dublin num centro financeiro. Os maiores bancos, companhias de cartões de crédito e startups fintech têm-se mudado recentemente (…). A JP Morgan transferiu 1.000 banqueiros de Londres para Dublin”, argumentou, em comunicado.

Porém, a edição de 2019 MoneyConf já será na capital portuguesa, à semelhança da cimeira-mãe, a Web Summit – que ficará por terras lusas, pelo menos, até 2028. Desta vez, os dois eventos serão integrados, de acordo com a informação avançada pelo jornal “Irish Independent”. Segundo esta fonte, as empresas que planearam ir à conferência em junho deverão ser reembolsadas.

“Sentimos realmente que uma conferência com tanto potencial quanto a MoneyConf merece uma posição mais proeminente num palco mais global (…). Decidimos que agora era o momento certo para agir, para proporcionar uma experiência ainda melhor para todos os envolvidos. Estamos prontos para a MoneyConf se tornar global”, justificou Paddy Cosgrave, em declarações à mesma publicação.

Publicidade