O cantor cabo-verdiano Jorge Neto morreu esta quinta-feira, no hospital Egas Moniz, em Lisboa, disse à agência Lusa fonte da embaixada de Cabo Verde em Lisboa. A mesma fonte adiantou não dispor de momento mais pormenores sobre o falecimento do cantor e remeteu mais informações para uma nota da embaixada a ser emitida mais tarde.

O artista cabo-verdiano, que residia em Portugal e fez a carreira na Europa, sobretudo junto das comunidades cabo-verdianas, sofreu um AVC, em casa, no dia 30 de dezembro e estava desde então internado, “em coma profundo”, segundo comunicado da embaixada em Lisboa emitido na altura.

Jorge Neto nasceu em São Tomé e Príncipe em 1964, sendo filho de mãe cabo-verdiana. Estudou em Portugal e emigrou depois para a Holanda, país com forte presença da comunidade cabo-verdiana e onde fez sucesso na música, enquanto vocalista da banda Livity.

Depois de 11 anos sem gravar um disco, Jorge Neto lançou em 2016 “Nha Palco”, o seu nono álbum.

Ao longo dos mais de 30 anos de carreira, fez sucesso em vários países, junto da comunidade emigrante cabo-verdiana, na Europa, África e América.

Publicidade