Paulo Pombolo, secretário para a Informação do MPLA, disse que o assunto será analisado na VI reunião ordinária do Comité Central do partido, a realizar-se entre 30 de novembro a 01 de dezembro.

Na reunião, os participantes vão apreciar a metodologia para a composição, seleção e regulamentos, que vão definir os critérios e perfis de futuros candidatos do MPLA às eleições autárquicas, nomeadamente cabeças-de-lista e membros das assembleias municipais.

Angola vai realizar as primeiras eleições autárquicas em 2020, constituindo-se divergência entre o Governo, partidos da oposição e alguns setores da sociedade civil, entre os quais a igreja católica, o modo de implementação.

O Governo angolano defende a implementação das autarquias em todo país, mas de forma gradual, num prazo máximo de até 15 anos, proposta que é rejeitada pelos partidos da oposição, que exigem a sua implementação em simultâneo nos 164 municípios de Angola.

Publicidade