No evento que reúne mais de 100 mil pessoas nos próximos dias na capital da Catalunha e que começou a ter lançamento de novidades já este sábado e domingo, o 5G será rei. As marcas estão a apresentar os primeiros smartphones com acesso à tecnologia que promete revolucionar a forma como os aparelhos se conetam uns aos outros – tudo indica, será o 5G a ajudar a tornar a Internet das Coisas (IoT) numa realidade mais funcional e ampla, dos carros aos produtos que temos em casa.

E o que permite o 5G? Além de trazer uma maior velocidade na internet, promete acabar com a chamada latência ou perda de qualidade momentânea e potenciar de forma inédita a comunicação entre aparelhos. O problema? As redes de 5G a nível mundial ainda não estão oficialmente lançadas – é provável que 2020 seja o ano em que comecemos a ver com alguma relevância redes de 5G.

Ecrãs dobráveis. Mas há mais tendências que vão ser exploradas no evento internacional mais relevante nos produtos móveis, como os famosos ecrãs dobráveis em telemóveis. A Samsung deu o ponto de partida durante a semana, com a apresentação em São Francisco do primeiro smartphone com ecrã dobrável com anúncio de chegada ao mercado. O Fold custa uns elevados dois mil euros e chega no final de abril (no caso europeu a 3 de maio) às lojas, mas Portugal está fora da lista pelo menos nos primeiros meses de vendas. Vão ser várias as marcas a mostrar as suas soluções em ecrãs dobráveis, com ideias e conceitos diferentes da Samsung, numa tecnologia que ainda não parece ter chegado à solução final e mais convincente – ainda não há certezas sobre que tipo de solução será mais eficaz.

Xiaomi, Mi Mix 3 5G 

Foi a primeira marca a falar este domingo (ontem, sábado, já tinham havido eventos da Blackberry e da chinesa Oppo). A marca aposta no seu ecossistema de aparelhos IoT e no seu primeiro modelo com 5G. O novo topo de gama Mi 9 lançado dia 20 de fevereiro na China e vai chegar ao mercado mundial. O modelo já terá o processador Snapdragon 855 – a plataforma mais rápida do mundo, diz a Xiaomi, e já tem leitor de impressão digital no ecrã e três câmaras, com um dos sensores a ter 48 MP.

O Mi Mix 3 foi o modelo mostrado em palco, na sua versão 5G, e houve mesmo a primeira demonstração de videochamada com rede 5G feito pela marca fora da China e com a ajuda da Orange Espanha. “Foi um teste com 5G verdadeiro”, diz a marca. O preço? 599 euros pelo Mi Mix 3 5G. A disponibilidade será a partir de maio, com parcerias com alguns operadores como Orange, Vodafone, Telefónica.

Apesar da Xiaomi ter mostrado imagens, no início do ano, de um protótipo de smartphone com ecrã dobrável, no evento desta manhã não foi apresentado nenhum produto final, para desilusão de muitos.

Huawei, dobrável Mate X

Outra marca chinesa mostra ao início da tarde deste domingo o seu primeiro smartphone dobrável, o Mate X. Tudo indica terá um conceito diferente do Samsung Fold, com o ecrã a dobrar e a criar dois ecrãs à frente e atrás – o Fold dobra para dentro mantendo o ecrã dobrável escondido no modo dobrado (tem um ecrã mais pequeno do lado de fora. A gama P30 só será lançada a 26 de março, em Paris, por isso a marca deverá apresentar portáteis e tablets.

Samsung, ver o Fold ao vivo

O evento principal da marca já aconteceu, por isso a grande dúvida será se os jornalistas vão poder tocar e ver ao perto o novo Samsung Fold, de ecrã dobrável. O S10, que tem agora quatro modelos associados, também suscitará curiosidade de muitos, especialmente a versão 5G. Pode surgir um novo smartwatch e um novo tablet.

Nokia, cinco câmaras

A empresa fará a sua conferência de imprensa esta tarde (pode ver aqui em direto). Deve ser anunciado o novo Nokia 9 PureView, com cinco lentes principais com a ajuda da ZEISS.

LG, controlo por gestos?

O evento da empresa sul-coreana será ao final do dia e deve ser apresentado o novo G8 ThinQ, que pode incluir o controlo por gestos. Há esperança que se veja um modelo com ecrã dobrável e novidades sobre o evoluído ecossistema de IoT da empresa.

Lenovo, dobrável

A empresa deve mostrar algumas soluções na Internet das Coisas. A nível de smartphones, é esperado que chegue o novo Z6 Pro e um modelo com ecrã dobrável.

Sony, Xperia 1

Segunda de manhã, a Sony anuncia o sucessor do Xperia XZ3, o Xperia 1. O smartphone de 6,5 polegadas já terá o processador Snapdragon 855 e três câmaras.

Microsoft, HoloLens 2

A marca norte-americana vai mostrar na tarde deste domingo a segunda geração dos seus óculos de realidade aumentada, os Hololens 2. O modelo vai ter capacidade holográfica e pode ser mais pequeno e simples do que a primeira geração.

Publicidade