Há um ano, na mesma altura, a empresa ultrapassava os 125 milhões de subscritores. Só nos últimos três meses, o serviço de streaming aponta que conseguiu adicionar 9,6 milhões de subscritores. Estes números estão acima da previsão dos 8,9 milhões de subscritores num trimestre, refere a Netflix.

As receitas da Netflix ultrapassaram os 4,5 mil milhões de dólares, no primeiro trimestre do ano. Segundo a empresa, trata-se de um crescimento de 9,6 milhões de dólares em relação ao mesmo período do ano passado.

Mas esta não é a única novidade: a empresa está a ponderar testar uma funcionalidade onde apresenta o top 10 dos conteúdos mais vistos. Este teste deverá arrancar no Reino Unido, explica a Netflix, com estas tabelas a serem lançadas semanalmente.

Numa conferência com a imprensa internacional, através de videoconferência, o CEO da empresa, Reed Hastings, aponta que o serviço de streaming também está a ponderar partilhar números de espectadores dos diferentes conteúdos que disponibiliza.

Também foi dada uma palavra relativamente à concorrência que se avizinha – ou não estivessem a Disney e a Apple prestes a entrar neste mercado. “Não prevemos que estas entradas afetem de forma material o nosso crescimento porque a transição de um modelo de entretenimento linear para on demand é tão grande”, aponta o CEO, citado pelo Engadget.

Publicidade