Os estudos do norte-americano e do japonês mostraram como diferentes estratégias de atuação sobre o sistema imunitário podem ser usadas no tratamento do cancro. “As suas descobertas são um marco na luta contra o cancro”, pode ler-se na página oficial dos prémios Nobel.

De acordo com o Comité, as descobertas de James P. Allison e Tasuku Honjo revolucionaram o tratamento do cancro. O trabalho dos dois investigadores vai no sentido de aproveitar a capacidade do sistema imunitário de atacar as células com cancro fazendo “libertar os travões das células imunitárias”.
O prémio Nobel da Medicina é o primeiro destes galardões a ser anunciado, seguindo-se, nos próximos dias, os da Física, Química, da Paz e da Economia.

 

Publicidade