Pérola e Yola Semedo prontas para os “Duetos N’Avenida”

Pérola e Yola Semedo actuam nos dias 25 e 27, na Casa 70, em Luanda e dispensam apresentação no panorama musical angolano e mesmo a nível dos PALOP- Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa e da CPLP- Comunidade de Países de Língua Portuguesa.

0

As cantoras já ensaiam há algumas semanas para cumprirem com a agenda do projecto “Duetos N’Avenida”, que há oito meses deu provas de que vale a pena continuar, porque revaloriza cantores, compositores e instrumentistas de várias gerações e tendências musicais, tal como aconteceu na edição de Março, com Walter Ananaz e Don Kikas, em que foi homenageado Dauly Jair.Com a concretização dos dois concertos, a Zona Jovem, dirigida por Figueira Ginga, totaliza 10 espectáculos. Tudo começou, em Agosto de 2018, com a dupla Puto Português e Patrícia Faria.

Na próxima semana, a dupla Pérola-Yola Semedo é aguardada com muita expectativa. A procura de ingressos cresceu, o que obrigou a organização a aumentar o número de espectáculos, fora do que tem sido a programação.Os ingressos para o dia 25 estão esgotados. Agora, “a fila anda” para o concerto do dia 27. “A resposta do público tem sido a melhor e  serve-nos de impulso para seguir com esse formato que tem sido de grande sucesso”, disse, ontem, o director executivo da Zona Jovem, Figueira Ginga, em declarações ao Jornal de Angola.

Pérola é uma das cantoras mais aplaudidas e apreciadas, cujos fãs advogam o timbre de voz refinado. Disse ter aceite o convite sem rodeios. “Aceitei o convite com muito agrado”, disse.Realçou ser “uma grande honra” estar no mesmo palco com Yola Semedo, “é um privilégio para qualquer artista”. Além disso, considerou ser um desafio para ela, pois se considera “fã de Yola Semedo”.Acrescentou que a antiga integrante dos Impactus 4 é uma artista íntegra, que conquistou por mérito o lugar de referência que ocupa na música angolana.

Sobre o projecto “Duetos N’Avenida”, considerou ser uma iniciativa encantadora, porque “engrandece a música angolana, cria oportunidades de trabalho para os artistas”.Por outro lado, afirmou que o projecto é uma oportunidade em que cantores com percursos e vivências artísticas diferentes partilham experiências únicas.

Embora tenha passado por alguns momentos pelo projecto musical, na edição passada, ao surpreender o público sem aviso prévio no concerto de Don Kikas e Walter Ananáz, Pérola sente que vai ser estreia, além de estrela ao lado da colega Yola Semedo. “Em Março, fui honrada com o convite, foi muito bom voltar a cantar a música ‘Amor de ninguém’, com o Don Kikas. A experiência encheu-me a alma!”.

Por sua vez, Yola Semedo, que mostrou-se, também, ansiosa, considerou o projecto como “um conceito inovador, de carácter único”. Yola Semedo descreveu os ensaios como momentos “prazerosos, embora árduos”. Mostrou-se receosa em falar das músicas da colega que ela vai interpretar no alinhamento, limitou-se a dizer: “Difícil de responder, porque gosto de muitas músicas da Pérola”.

Segundo o director artístico, Chalana Dantas, a edição deste mês apresenta cantoras “elegantes, profissionais, que sabem cumprir com os seus compromissos a nível de um projecto como o da Zona Jovem”.Os ensaios, adiantou, decorrem de maneira harmoniosa, “as cantoras não estão distantes do trabalho de uma da outra, o que facilita todo o processo”.

Acrescentou não ter sido fácil definir o alinhamento musical, tudo por que a maioria das músicas “são sucessos, o que é difícil chegar à selecção final”. Apesar disso, garantiu que os dois concertos vão integrar as músicas que os fãs e admiradores mais apreciam, no caso de “Presta atenção” e “Diz a ela”, de Pérola, e “És tu” e “Injusta”, de Yola Semedo.

Publicidade