“O cargo vai continuar e nós vamos continuar com o mesmo empenho no programa de integração, procurando sempre defender as especificidades de Cabo Verde na CEDEAO”, começou por dizer o chefe do Governo cabo-verdiano, assumindo a nomeação de um sucessor para o antigo ministro-adjunto Júlio Herbert, que morreu em outubro e que também era tutelar da pasta da Integração Regional.

“Somos o único isolado e um país que tem especificidades próprias, e vamos defender os interesses de Cabo Verde”, garantiu Ulisses Correia e Silva à margem da cimeira tecnológica Web Summit, que terminou hoje em Lisboa.

O governador afiançou que Cabo Verde terá “uma solução” em breve.

O diplomata, músico, poeta e ministro-adjunto Júlio Herbert morreu em 21 de outubro, no seu gabinete, no Palácio do Governo, vítima de ataque cardíaco.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here