O Governo português vê “com muitíssima preocupação” a situação política na Guiné-Bissau e reitera o apelo a “que nada impeça a realização da eleição presidencial” prevista para 24 de novembro, disse hoje em Bruxelas o ministro dos Negócios Estrangeiros.

Publicidade