O ministro do Ambiente português, João Pedro Matos Fernandes, e o primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, defenderam hoje, na cidade da Praia, uma “alteração de paradigma” e um “funcionamento em rede” na gestão da água.

Os dois membros de Governo fizeram as afirmações na cerimónia de abertura do 14.º Simpósio de Hidráulica e Recursos Hídricos dos Países de Língua Portuguesa (SILUSBA), que acontece na cidade da Praia, Cabo Verde, sob o lema “25 anos construindo a comunidade de água da CPLP” (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa).

João Pedro Matos Fernandes recordou o percurso de Portugal nos últimos 25 anos no que diz respeito à gestão da água e proteção ambiental, mas salientou que, para manter os níveis de qualidade atuais, é necessário alterar os paradigmas.

Publicidade