Numa entrevista à Lusa e à Euronews, à margem do Fórum EurAfrican, que decorre em Carcavelos, Cascais, e termina hoje, Filipe Nyusi afirmou que “as relações [entre Portugal e Moçambique] estão impecáveis”, mas é necessário “um pouco mais para a progressão, para produzir resultados” e que os dois países estejam “orientados para a economia”.

“Precisamos de mais formação. Precisamos de tecnologia” porque a “matéria-prima em Moçambique tem de ser transformada em Moçambique”, defendeu o chefe de Estado, salientando que esta solução permite empregar mais pessoas e acrescentar “valor às exportações”.

Publicidade