“Aproveito para destacar o esforço de cada um e de todos aqueles que de uma forma ou de outra contribuíram para que fosse possível a participação de São Tomé e Príncipe”, disse Evaristo Carvalho nesta cerimónia em que o presidente do Comité Olímpico são-tomense (COSTP), João Costa Alegre, foi igualmente homenageado.

Buly Afonso Triste e Roque Fernandes venceram a medalha de ouro na competição de C2 1.000 metros e Buly Afonso Triste conquistou individualmente a prata nas provas de 1.000 e 200 metros, também nas canoas.

Evaristo Carvalho atribuiu também diplomas de mérito a toda equipa que participou nas diversas competições dos Jogos Africanos e “enalteceu o trabalho de todas as partes envolvidas na promoção do desporto” em São Tomé e Príncipe.

“Apesar das dificuldades existentes, todos personificaram a persistência, perseverança e a vitória”, referiu o chefe de Estado durante a homenagem que decorreu no palácio presidência na capital são-tomense, desejando que Buly Triste e Roque Fernandes “sirvam de exemplo para aqueles jovens que pretendem abraçar a carreira desportiva”.

O ministro da Juventude, Desporto e Empreendedorismo, Víncio de Pina, disse estar “convencido de que o desporto pode promover São Tomé e Príncipe”.

“Este é o exemplo em que nós devemos pegar para doravante continuar a investir no desporto”, sublinhou o ministro, acrescentando que “São Tomé e Príncipe esteve no seu ponto alto nos Jogos Africanos de Marrocos”.

O presidente do Comité Olímpico, João Costa Alegre, agradeceu ao governo por ter “criado as condições mínimas para que São Tomé e Príncipe pudesse participar nestas competições, apesar dos graves problemas económicos com que o país se confronta”.

O primeiro-ministro, Jorge Bom Jesus, também esteve presente na cerimónia.

Publicidade