O crude do mar do Norte, de referência na Europa, concluiu a sessão no International Exchange Futures a cotar 98 cêntimos abaixo dos 34,15 dólares com que fechou as transações na sexta-feira.

Perante o desacordo sobre a dimensão e as condições da descida de produção necessária para estabilizar o preço do petróleo, a reunião prevista entre os membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e outros grandes produtores, como a Federação Russa, foi adiada para quinta-feira.

A reunião tinha levado a especulações quanto à recuperação dos preços, depois de o Presidente norte-americano, Donald Trump, ter afirmado que a Arábia Saudita e a Federação Russa estavam dispostas a retirarem até 15 milhões de barris diários do mercado.

Mas a Federação Russa já disse que o esforço para elevar a cotação do petróleo deve ser apoiado por outros países que ainda não se comprometeram com cortes na produção, como os EUA.

Publicidade