Se for excluído o preço da habitação, que recuou 0,5% no último ano, a inflação mensal é ligeiramente mais elevada, sendo de 0,8%, com o aumento anual a ser de 2,6%, de acordo com o Ministério das Finanças timorense.

Os dados da Direção Nacional de Estatísticas do Ministério das Finanças timorense mostram que os preços em abril foram afetados especialmente pelas subidas de 5,9% no preço do álcool e do tabaco, com os restantes componentes do cabaz a permanecerem essencialmente estáveis.

Em termos homólogos anuais, o maior aumento foi registado na educação (mais 16,6%), seguindo-se o álcool e o tabaco (mais 9,2%), transporte e comida e bebidas não-alcoólicas (mais 2,1%), e a habitação (mais 1,3%).

As maiores descidas anuais ocorreram na recreação e na cultura, com uma queda de 1,3% dos preços.

Publicidade