O Presidente de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, admitiu hoje a possibilidade de vir a estabelecer parcerias com Óbidos para replicar nos festivais literários de Cabo Verde o exemplo do Folio — Festival Literário Internacional de Óbidos.

Num balanço da sua participação do Folio – Festival Literário Internacional de Óbidos, como escritor, o Presidente da República de Cabo Verde disse hoje à agência Lusa ter ficado “muito bem impressionado” com o ambiente que encontrou na vila.

“Ver uma vila pequena como Óbidos transformada, de facto, numa cidade da literatura, de livros e de cultura” foi para o chefe de Estado “uma experiência singular, ímpar, afirmou, salientando aspetos como “uma biblioteca conserveira, uma igreja transformada em livrarias ou os hotéis literários” que teve oportunidade de conhecer.

Publicidade