De acordo com o Novo Jornal, o Titular do Poder Executivo quer ver concluída a obra antes da Cimeira de Chefes de Estado da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), agendada para o mês de Agosto, em Luanda.

O Intercontinental – Hotel & Casino, que conta com um edifício de mais de 20 andares, é descrito com uma das maiores e mais imponentes unidades hoteleiras do país, e segundo o Executivo, uma mais valia para o sector da Hotelaria e Turismo na arrecadação de receitas para o Estado e aumento do emprego.

O investimento foi feito pela Sonangol, e, de acordo com o relatório e contas de 2017, ascende a mais de 74 mil milhões de kwanzas.

A comissão agora criada, coordenada pelo ministro dos Recursos Minerais e Petróleos, é integrada pelos titulares das pastas do Turismo, das Finanças, das Relações Exteriores, e do Interior, bem como pelo governador de Luanda e pelo presidente do Conselho de Administração da Sonangol. De acordo com o documento que autoriza a comissão, “as obras do hotel estão a um ritmo que não satisfaz o plano de atividades que o Executivo definiu”.

A Comissão Interministerial tem o prazo de 180 dias para concluir os trabalhos, contados desde a data da entrada em vigor do Despacho Presidencial, findo os quais se considera extinta. A comissão é apoiada por um grupo técnico coordenado pelo presidente do Conselho de Administração da petrolífera nacional.

As obras do Hotel Intercontinental, situado no Eixo Viário, foram retomadas em Janeiro de 2018, após dois anos de interrupção.

Publicidade