O facto foi anunciado à imprensa, nesta quinta-feira, pelo embaixador de Moçambique acreditado em Angola, Santos Álvaro, no final de um encontro com o Chefe de Estado angolano, João Lourenço.

Santos Álvaro, que está em final de missão em Angola, após três anos de trabalho no país, não avançou as datas da visita, tendo apenas informado que os preparativos estão em fase muito avançada.

Segundo o diplomata, o Chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, deverá retribuir a visita de João Lourenço àquele “país do Índico” no próximo ano.

“O que se pretende com a troca de visitas é o reforço da cooperação bilateral, no quadro das relações históricas entre os dois países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)”, declarou.
Sublinhou a importância da assinatura do acordo de supressão de vistos em passaportes diplomáticos e ordinários entre Angola e Moçambique, que segundo Santos Álvaro veio facilitar o intercâmbio económico, cultural, desportivo entre os dois povos.

O acordo sobre isenção de vistos em passaportes ordinários, entre Angola e Moçambique, entrou em vigor em Dezembro de 2017.

O entendimento foi concluído a 17 de Novembro de 2017. A 1 de Dezembro transacto os cidadãos dos dois países portadores de passaportes ordinários válidos começaram a viajar, sem restrições, para um e outro país, com direito a permanecerem por um período de trinta dias.

Publicidade