“Vamos concentrar as nossas forças e sinergias no aumento da produção e produtividade, para podermos vencer a fome”, declarou Filipe Nyusi, falando no lançamento da campanha agrícola 2018/2019, no distrito de Balama, província de Cabo Delgado, norte de Moçambique.

O chefe de Estado moçambicano exortou os produtores a manterem a tendência de aumento na produção de alimentos que o país tem vindo a conhecer nos últimos anos.

“É com maior satisfação que notámos que os nossos apelos de aumento da produção têm vindo a ser seguidos, desde 2015 que as metas têm sido suplantadas”, declarou Filipe Nyusi.

O lançamento da campanha Agrária 2018/2019 decorreu hoje em todo o país, sob o lema “Moçambique no aumento da produção e da produtividade rumo a fome zero”.

Os últimos dados sobre o setor agrário em Moçambique apontam para um crescimento de 5% no primeiro semestre deste ano, apesar de várias pragas terem ameaçado a produção.

O incremento “é consentâneo com a avaliação positiva da campanha agrícola 2017/2018”, lê-se no balanço semestral do Plano Económico e Social do Governo, disponibilizado pelo Ministério da Economia e Finanças.

“As colheitas da primeira época são boas, pese embora, na região sul, parte delas terem-se perdido devido à irregularidade da chuva e a temperaturas altas registadas nos meses de outubro e novembro 2017”, acrescenta o documento.

Publicidade