De acordo com dados divulgados pela Direção de Inspeção e Coordenação de Jogos (DICJ) na quarta-feira, este valor, angariado nas salas de grandes apostas dos casinos, representa uma descida de 22,5% em relação a igual período de 2018.

No primeiro semestre de 2019, as receitas do jogo VIP atingiram os 71,8 mil milhões de patacas (7,9 mil milhões de euros) numa descida de 14,5% em relação ao período homólogo do ano passado.

Em 2018, as receitas geradas pelo jogo VIP tinham crescido 9,3%, para 166 mil milhões de patacas (18,5 mil milhões de euros), contribuindo com mais de metade do total arrecadado pelos casinos de Macau.

Capital mundial do jogo, Macau é o único local na China onde o jogo em casino é legal.

Atualmente, operam no território seis concessionárias e subconcessionárias: Sociedade de Jogos de Macau (SJM), fundada pelo magnata Stanley Ho, Galaxy, Venetian, Melco Resorts, Wynn e MGM.

Publicidade