O aumento das receitas é justificado pela Direção dos Serviços de Estatística e Censos “graças ao número de hóspedes dos hotéis e pensões terem subido”.

Mais de 14 milhões de pessoas alojaram-se nos hotéis e pensões de Macau no ano passado, um aumento de 7,2% em relação a 2017.

A grande maioria das receitas de hotelaria foram provenientes dos hotéis de 5 estrelas (3,2 mil milhões de euros), que representam 78,0% do total das receitas da hotelaria, tendo crescido 18,6% face a 2017.

Já as receitas dos hotéis de 4 estrelas cifraram-se em 4,39 mil milhões de patacas (492 milhões de euros) e as receitas dos estabelecimentos de 3 e de 2 estrelas fixaram-se em 3,78 mil milhões de patacas (424 milhões de euros).

Por outro lado, as despesas dos hotéis aumentaram 10% para 31,78 mil milhões de patacas (3,5 mil milhões de euros).

Segundo os dados divulgados pela Direção dos Serviços de Estatística e Censos os 116 hotéis e pensões (mais três que em 2017) empregavam 52.976 pessoas, um aumento de 3,7% em relação ao ano anterior.

Publicidade