Em visita de trabalho a Angola, Jorge Bom Jesus foi recebido ontem, no Palácio Presidencial, pelo Presidente da República, João Lourenço, com quem abordou aspetos ligados à manutenção e reforço das relações de cooperação.

Jorge Bom Jesus disse que uma das razões da visita a Angola é a necessidade do reforço das relações de cooperação. Falando à imprensa, no termo do encontro, o governante são-tomense disse haver sempre necessidade de se abrir um espaço de concertação política e diplomática relativamente aos grandes dossiers mundiais, buscando um alinhamento sobre questões climáticas, reforma das Nações Unidas, mas também a nível sub-regional.

“Pertencemos a esta comunidade da CEEAC. Por isso, temos passos em comum. Viemos aqui para reforçar e conversar relativamente a estes grandes dossiers, mas também, a nível económico, onde existem, entre os dois países, interesses comuns relativamente a vários aspetos, com realce para a exploração petrolífera em São Tomé e Príncipe”, disse.

Relativamente à exploração petrolífera na Zona Económica Exclusiva, falou, sem entrar em detalhes, do papel da Sonangol que participa em alguns blocos.

Jorge Bom Jesus aproveitou a ocasião para felicitar o Presidente João Lourenço, pelo trabalho de bons ofícios que Angola tem prestado no sentido da prevenção de conflitos e a preservação da paz na sub-região. “Queremos encorajar Angola a continuar nesta senda e que conte com São Tomé e Príncipe, uma vez que está situada numa posição geoestratégica importante, na entrada do Golfo da Guiné”, disse o Primeiro-Ministro.

Publicidade