A taxa de desemprego em Angola aumentou para 30,7% no terceiro trimestre de 2019, mais 1,7 pontos percentuais face ao segundo trimestre, afetando mais de metade dos jovens e na globalidade mais de quatro milhões de pessoas.

Segundo dados da Folha de Informação Rápida (FIR) do Inquérito ao Emprego em Angola do Instituto Nacional de Estatística (INE) angolano a que a Lusa teve hoje acesso, pelo menos 4.150.676 pessoas, maioritariamente mulheres, estão no desemprego.

Em Angola, entre julho e setembro de 2019, um total de 212.670 pessoas ficaram desempregadas em comparação com o segundo trimestre.

Publicidade