“Não haverá Superliga Europeia, é um tipo de ficção ou um sonho”, disse Ceferin à BBC.

O presidente da ECA afirmou que “nunca tinha visto, discutido, ou estado envolvido no documento sobre a proposta da Superliga Europeia”.

Ceferin e Andrea Agneli têm vindo a discutir uma possível mudança no formato da Liga dos Campeões, com o objetivo de obter melhores contratos de transmissão televisiva, recusando a ideia de se tratar de uma Superliga Europeia.

Estas alterações têm vindo a ser discutidas numa altura em que a UEFA terá novas eleições no próximo mês de fevereiro, esperando-se que Ceferin seja reeleito sem oposição.

Publicidade