A garantia foi dada, ontem, em Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos, pelo novo director regional para África daquele organismo da ONU, durante um encontro com a delegação angolana que participa no 10º Fórum Urbano Mundial.

Angola esteve presente no encontro com uma delegação chefiada pela ministra do Ordenamento do Território e Habitação, Ana Paula de Carvalho, e integrada pelo secretário de Estado da Cultura, Aguinaldo Cristóvão, e pelos embaixadores em Abu Dhabi, Albino Malungo, e no Quénia, Sianga Abílio.

Além do apoio para a implementação das políticas nos domínios da Habitação e Ordenamento do Território, Oumar Sylla disse que a agência que representa em África tem como foco a cooperação com Angola, a ajuda na implementação da agenda urbana mundial, bem como a agenda 2030 da ONU.

No encontro, o primeiro de alto nível tido pela delegação angolana presente no fórum, a UN-Habitat garantiu que vai mobilizar doadores, para angariar fundos com vista a apoiar o processo.

“Essa cooperação tem de ser reforçada, pois começa por fornecer as bases para a implementação das políticas Nacional de Ordenamento do Território e de Habitação e para a presença da UN-Habitat no país”, disse Oumar Sylla aos jornalistas. Questionado se o apoio a prestar a Angola implica recursos financeiros, Oumar Sylla disse que a UN-Habitat garante apoiar as autoridades na renovação de documentos essenciais dos programas em curso, bem como na sua implementação.

“Não existem números para financiar os projectos, mas é ponto assente que a presença da UN-Habitat em Angola deve ser reforçada”, disse Oumar Sylla. Para o director nacional de Intercâmbio do Ministério do Ordenamento do Território e Habitação, o encontro com o responsável do Escritório da UN-Habitat em África é um dos pontos altos da presença de Angola neste evento, que decorre em Abu Dhabi.
O engenheiro Adriano Silva disse que o encontro serviu para restabelecer o acordo de cooperação no domínio da assistência técnica.

Visitas ao stand

O stand de Angola está a despertar a atenção de representantes de alguns países participantes ao 10º Fórum Urbano Mundial, que decorre sob o lema “Cidades de oportunidade: Cultura e Inovação”.

Ontem, representantes do Brasil e de Moçambique visitaram o stand de Angola, interagiram com os delegados e disseram terem gostado do quu viram.

Do mesmo modo, membros da delegação angolana também desdobraram-se em visitas a outros pavilhões, com destaque para o da Coreia do Sul, que culminou com troca de brindes.

Publicidade