“Em Angola, onde a maior parte da população é jovem, esse fenómeno tem provocado inúmeras consequências, não só a nível conjugal, mas também familiar, incluindo muitos crimes de natureza passional praticados de forma bárbara”, afirmou hoje a secretária de Estado para a Juventude de Angola, Guilhermina Fundanga.

Segundo a governante, que falava hoje, em Luanda, na abertura de um fórum sobre Educação Familiar e a Violência entre os Jovens Casais, promovido pelo Instituto Angolano da Juventude (IAJ), o “aumento de crimes passionais no país é preocupante”.

A responsável referiu que, enquanto órgão responsável pelas políticas da juventude angolana, esses comportamentos “destroem as estruturas dos relacionamentos”, pois, observou, Angola “precisa de jovens e de famílias estruturadas, ordeiras, coesas, harmoniosas e com cultura de paz”.

“Pois, só assim, teremos uma sociedade tolerante e sã”, adiantou, recordando que o contexto “é bastante preocupante para os jovens, famílias e para a sociedade em geral”, sem, no entanto, quantificar.

“A onda da violência é cada vez crescente e dramática e não podemos deixar que esses atos se tornem normais para os jovens. Devemos, diariamente, identificar mecanismos a fim de terminarmos com essa patologia social”, exortou.

Guilhermina Fundanga fez saber igualmente que no âmbito do Plano de Desenvolvimento Nacional (PDN) 2018-2022, o executivo “tem desenvolvido ações que visam promover a inclusão dos jovens na vida social, através da sua participação nas campanhas de solidariedade de combate aos males sociais”.

Por esta razão, frisou, o Ministério da Juventude e Desportos, por intermédio do IAJ, realiza esse fórum no sentido de “envolver os vários setores da sociedade nas tarefas da educação familiar e promoção de boas práticas no seio da juventude”.

“E contribuir para o desenvolvimento da cultura de paz no seio das famílias e jovens casais e para redução de casos de violência e crimes cometidos pelos jovens”, concluiu.

O papel do Governo e da sociedade civil na educação familiar e prevenção da violência entre jovens casais e a gestão do relacionamento entre jovens casais foram alguns dos temas abordados nesse fórum que juntou mais de 100 jovens na Mediateca do Cazenga, em Luanda.

Publicidade