O guitarrista Zequinha Magra lança este mês no mercado o seu terceiro álbum a solo intitulado “Fora maré” que contém obras inéditas ao som da guitarra.

Dez anos depois do lançamento do álbum “Terra”, Zequinha Magra volta a brindar os fãs com este novo trabalho discográfico produzido nos Estados Unidos da América.

Em declarações à Inforpress, explicou que este trabalho tinha ficado no estúdio durante muito tempo por falta de financiamento, mas que agora conseguiu este produtor que vai lançar o álbum nos EUA e em Cabo Verde.

“É um trabalho de estratificação da música cabo-verdiana e é inspirado na música tradicional cabo-verdiana. É um trabalho dedicado com muito amor à música tradicional cabo-verdiana”, disse.

“Fora maré” que sucede “Terra” contém dez faixas músicas nomeadamente “Bu tem desforra”, “Cachoeira”, “Caco e bafá”, “Cinderela”, “Éden Park”, “Quel blusinha de Cetin”, “Quenti Quenti”, “Ma vero”, “Mazuka mendiga” e “Pedra y calçada”.

Segundo este guitarrista, este trabalho contém solos de guitarra que recordam os antigos mestres de violão como Luís Rendall, Armando Tito, entre outros.

Ainda, realçou, é um trabalho “bastante moderno” feito para que a juventude possa apreciar essas musicas instrumentais.

Zequinha Magra começou a sua carreira no mundo da música há mais de duas décadas. Passou por grupos como “Bulimundo”, “Finason” e o grupo de Jazz de que foi fundador “Oásis”.

Em 2009 lançou a solo o seu primeiro CD intitulado “Impressão” e no ano seguinte produziu o álbum “Terra”.

Publicidade